O pequeno passarinho cantante.



Para quem não conhece apresento a saudosa, ilustre e bela Edith Piaf: 


Personagem da vida real, com a história tão forte e fascinante, foi digna de merecer um filme baseado em suas páginas de tristezas, glórias e um intenso amor... Édith Giovanna Gassion ícone imortalizado da música francesa, tem a voz firme e forte como de um militar com a delicadeza de uma apresentação de Balet. Foi descoberta por um caça talentos que lhe apelidou de Edith Piaf (passarinho em francês) que lhe ofereceu a oportunidade de cantar em alguns cabarés bem frequentados em Paris. Esse nome que até então demorou a conquistar prestígio, foi reconhecido então por toda Europa e pelo resto do mundo anos mais tarde.






La Vie En Rose




Confesso que meus olhos encheram de lágrimas ao ascendere as luzes da sala de cinema após assistir esse filme que acabava de sair do Festival de Berlim entre os indicados ao Urso de Ouro. 
Esperava uma boa biografia musical, porém a excelente atuação de Marion Cotillard, muito elogiada (e premiada) pela crítica internacional me surpreendeu.





A vida de  Edith Piaf é uma bela história, entretanto tem boa parte que posso definir em trágica. Trágica e ao mesmo tempo gloriosa.








“Piaf – Um Hino ao Amor” segue cronologicamente a vida da cantora (excetuando-se alguns flhshbacks) começando na sua triste infância nas ruas de Paris, o começo de sua carreira em cabarés quando recebe o apelido de "La Môme Piaf" (pequeno pardal), alguns dos principais acontecimentos que marcaram a sofrida e intensa vida da cantora, que tinha também problemas com álcool e drogas.









Acontecimentos que ganham vida através da interpretação magistral de Marion Cotillard. Se a alma de “La Momê” é Edith Piaf, Marion Cotillard é o seu corpo. 


A atriz se sobressai em uma interpretação igualmente forte, visceral. Podemos sentir o sofrimento da cantora, sua obsessão com a música. Seria fácil cair no melodrama, mas Cotillard, nas mãos do diretor Olivier Dahan  emociona sem se tornar piegas.















Título Original: La Vie En Rose / La Môme
Gênero: Drama
Ano de Lançamento: 2007
















Depois de muito tempo sem um post, tinha que retornar com um post desse tamanho por uma simples música que cantarolei durante o dia. 


19 comentários:

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Edith Piaf é música que toca sempre aqui em casa... por vontade de meu pai....

Escuto tanto que às vezes passo o dia cantarolando também... mas não tenho a mínima noção de francês heheheh

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Não abandone o blog não

- sáminina. disse...

Ela é linda... adoro!

Paulinha Leite disse...

Olá amada, estou passando pra dizer que fiz o selo oficial de meu blog e estou compartilhando com todos aqueles cuja essencia ilumina meu cantinho. E voce é uma dessas pessoas cheias de luz!
Espero que aceite com todo carinho. Está em minha última postagem.

Beijo no coracao! :)

Evelyne V. Nami disse...

Oi, adorei o post!!!!Super completo contando a vida dessa grande cantora q eu sou muito fã!!!!
Super bjo e apareça mais!!!!

Leandro Luz disse...

Saaaaudade dos seus posts.
Edith Piaf é foda! Ainda não assisti o filme =\
Não suma!
Beijos;*

jaka disse...

que voz fantástica ela tinha, crescia quando cantava... essas singularidades sao difíceis de se plurarizar.

blogattao disse...

Gosto muito de Edith Piaf, quero assirtit o filme :/

Andre Mansim disse...

um post muito diferente e muito inspirado! Parabens, pelo blog e pelo post.

Claudia Halley disse...

Agradeço o comentário la no meu novo blog e fico muito feliz com seu interesse.
estou seguindo!

Brunna Barbosa disse...

Bom, não deu pra ler o post todo até pq é quase meia noite e eu tehno que dormir, mas o pouco que eu li achei que tudo é feito com tanto carinho. Vou seguir (:

Blue Duarte e Candinho Junior disse...

Obrigado por seguir o Badalo do Sino
você tem um gosto bem requintado, parabéns pelos posts, são bem inteligentes!
Sempre passarei por aqui.
grande trabalho

melimaenomenon disse...

Você voltouuu!!!

Já ouvi falar desse filme mas ainda não assisti. Quando tiver um tempo nessa minha correria vou atrás; adoro esses filmes sobre personalidades, principalmente sobre as que eu não conheço muito bem mas morro de curiosidade!


E obrigada MESMO pelo comentário no meu blog! :)


Super beijo e vê se não some mais por TANTO tempo hehehe

:*

Nilda disse...

Que bom você apareceu!! Fez muita falta!
A história dessa mulher é incrível, mesmo. Você voltou em grande estilo!
Beijos!! Ah, post de vez em quando!

Diego Araújo disse...

Bom como não estou com muito tempo para ler, vou apenas dar uma breve analisada, a aparencia do blog ta maneira mas o titulo nom da pra ver ele mto bem,fica a dica!!! Sucesso e uma AbraxX!

Flor de liz disse...

Oi gostei do blog muito criativo, é o primeiro neste estilo que vejo. parabéns!! seguindo.

Guilherme Lombardi disse...

Adorei o layout do blog, parabéns e sucesso!

- sáminina. disse...

Ei meu bem!
Veja, embaixo do post dela vai ter escrito: "Escrito por Paulinha Leite em 07:59". Essa hora também é um link, ao clicar nela vão aparecer os comentários do post. No final desses comentários tem escrito: "Postar um comentário". Ai vc clica ali e seja feliz, kkkkkkkkk
É difícil né, rsrsra

Não importa... disse...

nuu...Canta muiiiito...
Que os ventos do bom gosto continuem a soprar por aqui.